Equilibrar e Coordenar

Na noite de hoje tivemos nós, discípulos de Mestre Sênior Julio Camacho, nosso encontro semanal do curso “Desvendando a Trilogia Fundamental”

Fizemos 5 vivências digitais no domínio Siu Nim Tau nas últimas semanas e hoje foi dia de começarmos a ver esse domínio fluente do Sistema Ving Tsun chamado Cham Kiu.

Meu Si Fu começou perguntando a todos os presentes se tinham algo específico que queriam que ele abordasse, ou melhor, quais as expectativas que os 8 participantes nutriam para aquela aula. Eu realmente tenho tido expectativas no desenvolvimento do meu Kung Fu e especialmente no Cham Kiu, que é o que tenho acesso até o momento: “Si Fu, aonde está a transição de Siu Nim Tau para Cham Kiu? Como mudamos algo de diminuição de ‘desejo manipulador’ para uma natureza fluente e de tanto movimento”?

“Desvendando o Cham Kiu” – Aula 1

Dentre os 6 domínios do Sistema, vemos que todas elas tem uma natureza e maneiras diferentes de experiência-las. Sempre busco entendimento dos domínios dentro de minhas práticas na vida cotidiana.

Vejo a cada dia que na medida em que vivo Siu Nim Tau, consigo concentrar mais e melhor as coisas. Quando o Si Fu diz que esse domínio não “pede” treino entendo o quanto essa concentração não depende de exercitar movimentos. A percepção está na própria concentração.

Em Cham Kiu (Buscar/Ponte) é diferente e vejo mais claramente o quanto ele sim “pede” mais prática, mais repetições. A ponte é o que faz conexão entre uma coisa e outra. É o que permite que vençamos pequenos obstáculos.

Vejo que, principalmente no momento em que conectamos com os outros, precisamos de equilíbrio, afinal, para que eu me movimente de um lugar ao outro ou de mim mesma a outra pessoa, preciso de algo que me exercite a capacidade de coordenar cada movimento. Do contrário, o fator “imprecisão” (na minha experiência) é muito provável e dela, um mau resultado.

Para atravessar do meu mundo para o do outro, preciso me equilibrar, entender como coordenar os movimentos, praticar sempre tudo aquilo que conecta – pois assim consigo amanhã mudar as experiências por diferentes cenários – e refinar meu Kung Fu a cada momento.

Pratiquemos.

A discípula de Mestre Sênior Julio Camacho, Carmen Maris (Moy Kat Ming)

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s